30 julho 2017

Allende, Caszely e o Colo Colo

Allende recepciona o finalista Colo Colo no La Moneda 

Maio de 1973. O presidente Salvador Allende recebe a equipe do Colo Colo, que voltava da primeira partida final da Libertadores, ao empatar em Avellaneda contra o Independiente, 1 a 1.

Gosto de ver esta imagem, um derradeiro alento democrático no Chile, a alegria estampada no rosto de todos. O time chileno seria vice-campeão perdendo na prorrogação do terceiro jogo, em Montevidéu.

Allende morreria nesse mesmo palácio menos de quatro meses mais tarde, defendendo o governo constitucional contra o golpe comandado por Pinochet.

Carlos Caszely, el chino, o terceiro em pé da direita para a esquerda, logo em seguida transferiu-se para o futebol espanhol e por alguma razão relacionada a isso, a junta golpista sequestra e tortura sua mãe.

Caszely, socialista e próximo ao presidente Allende, daria o troco um ano mais tarde da foto acima, ao não estender a mão a Pinochet na despedida da seleção chilena para a Copa na Alemanha. 

(texto atualizado em 30.11.2017)



Nenhum comentário: