14 novembro 2011

Imagens e versos de Nossa América (3)

video
Buenos Aires


(...) Não tornará a olhar seu relógio, esse objeto inútil que mede falsamente um tempo concedido à vaidade humana, esses ponteiros que marcam tediosamente as longas horas inventadas para enganar o verdadeiro tempo, o tempo que corre com a velocidade insultante, mortal, que nenhum relógio pode medir. Uma vida, um século, cinquenta anos: já não lhe será possível imaginar essas medidas mentirosas, já não lhe será possível tomar entre as mãos esse pó sem corpo".

(Aura, Carlos Fuentes)


2 comentários:

Anônimo disse...

delicadas imagens, delicados trechos de onde? Tão vasta a nossa América!

Marco Bin disse...

obrigado, meu (minha) caro(a) anônimo(a). A primeira, Montevidéu, depois Chuao e por fim, Buenos Aires.